Tecnologia e segurança: uma parceria de sucesso

Todos nós ficamos preocupados com a segurança, seja em grandes ou pequenas cidades. Nos condomínios essa também é a realidade. Por isso, a procura por tecnologias para aumentar a segurança é cada vez mais comum.

Existem duas vertentes de automação no setor imobiliário: residencial e comercial. Na primeira, as tecnologias instaladas são voltadas para: conforto, otimização de gastos, controle sobre a residência e segurança familiar.

Já no ramo comercial, os focos são a otimização de recursos e economia, como controle de desperdício de água e energia, que aumentam a performance das empresas, reduzindo custos.

Dispositivos tecnológicos e mão de obra qualificada são fundamentais para minimizar os riscos na segurança. Conheça agora alguns deles.

Portaria remota

Muito procurado nos últimos meses, a portaria remota é um sistema de controle de acesso. O visitante só entra no condomínio quando um dos moradores autoriza sua entrada ou se possui um QR Code de acesso.

Isso ocorre através do contato da base de atendimento com o morador. Toda a movimentação é registrada e compõe um relatório detalhado de ações. Dessa forma, os moradores têm a certeza de que só pessoas autorizadas entram no condomínio – e mais: mesmo em caso de pane elétrica, a solução continuará funcionando normalmente.

Vale lembrar: para que a estrutura de segurança seja definida, levando em consideração os aspectos técnicos de proteção, é necessário um trabalho de análise que seja desenvolvido por um profissional ou empresa.

Chaves biométricas para veículos e moradores

As chaves biométricas usam pequenos scanners que fazem a leitura das impressões digitais, permitindo (ou não) a entrada de pessoas. Elas podem ser usadas não apenas na portaria, mas também na própria residência, garantindo que no seu domínio entre apenas quem você autoriza.

Monitoramento da residência

É muito bom poder saber o que está acontecendo na sua casa a qualquer momento, inclusive quando você não está lá, não é mesmo? A tecnologia disponibiliza programas para monitoramento remoto, que podem ser usados tanto na residência quanto para acesso às câmeras das áreas comuns em condomínios fechados.

Seguro e econômico

A conectividade entre diferentes dispositivos e sensores, definidos de acordo com as necessidades de cada espaço, proporciona mais conforto e segurança, mas também podemos pensar em economia:

“A utilização desse tipo de interação está trazendo cada vez mais conforto, segurança e economia aos usuários. No caso dos condomínios, um bom exemplo é o sistema que pode ser utilizado para identificar a presença de moradores nas áreas de convivência. Com isso, o alarme do prédio pode ficar 100% ligado, desabilitando apenas as zonas em que os condôminos vão passando com a sua tag ou celulares. O salão de festas é outro espaço que pode ser configurado para a iluminação baixar gradativamente e o ar-condicionado desligar quando faltar dez minutos para o fim do horário de funcionamento previsto na convenção. Assim, seria possível evitar muitos atritos entre condôminos e dor de cabeça para síndicos e porteiros”, explica Everton Pitz, gestor de TI.

Fonte: http://www.condominiosc.com.br/jornal-dos-condominios/tecnologia-e-inovacao/3350-internet-das-coisas-uma-revolucao-tecnologica-para-os-condominios