Como escolher a câmera de segurança ideal para seu condomínio

Equipamentos de segurança são itens essenciais nos dias de hoje, não importa se o estabelecimento em questão for residencial ou comercial. Mas um desses é considerado peça-chave para garantir maior proteção para um condomínio: câmera de segurança.

Alguns administradores enfrentam dificuldades na hora de adquirir os instrumentos adequados para suas residências, principalmente quando se trata das câmeras de segurança, afinal são muitas características a serem levadas em conta com tamanho avanço tecnológico. Tais como formato, modelo, qualidade, resolução, local de instalação, entre outras.

Pensando nisso, separamos as dúvidas mais frequentes que os nosso clientes costumam ter para criar esse artigo e te ajudar a escolher a câmera ideal para seu condomínio.

Antes de começarmos a falar sobre as especificações de uma câmera de segurança, veja quais são os tipos mais encontrados no mercado:

Infravermelho

Esta câmera na verdade não é um modelo, e sim uma característica presente, que ao detectar a ausência de luz mínima necessária, seu conjunto de LEDs (diodo emissor de luz) é acendido. Esta é mais adequada para captar imagens de locais que possuem deficiência na iluminação.

São adaptáveis para serem usadas no interior ou exterior, pois fornecem uma enorme vantagem em situações de pouca ou nenhuma luz.

Ela costuma ser muito utilizada em casas, prédios e condomínios residenciais de uma forma geral e também em lugares comerciais.

Analógicas

As câmeras analógicas possuem a resolução medida em linhas (TVL), e a resolução das câmeras está associada aos detalhes. Opte pelas que estão entre 480 e 600 linhas. Ela também costuma ter mais recursos que os demais modelos, garantindo ainda mais uma boa qualidade da imagem.

São muito bem vistas por sua compatibilidade com CFTV’s (Circuito Fechado de Televisão), que iremos falar em breve.

IP e Wireless

IP, traduzido do inglês, significa protocolo da Internet e esta é uma câmera de segurança que pode ser acessada e controlada através de qualquer rede IP, como a LAN, Intranet ou Internet.

Muitas câmeras possuem a tecnologia Wireless, que possibilita que as imagens sejam transmitidas diretamente, sem o uso do cabo de rede conectando à Internet. Enquanto as demais câmeras transformam o sinal de vídeo em um formato que pode ser capturado por uma televisão ou um monitor. Mas isso não descarta a necessidade de uma conexão com fio para ser ligada à energia elétrica.

Agora que você já conhece as principais câmeras de segurança do mercado, entenda quais fatores você deve considerar antes de efetuar a compra:

  • Tamanho da área de cobertura;
  • A iluminação do local;
  • Tipo de tecnologia da câmera;
  • Maior custo-benefício;
  • Alta resolução de imagem adequada para o local desejado;
  • Formato do sensor da imagem;
  • Necessidade de imagens coloridas ou em preto e branco;
  • Fácil acesso às imagens;
  • Grau de proteção contra água e calor;

CFTV

Todas as câmeras citadas acima podem fazer parte de um CFTV, que é um sistema de “televisão fechado” que distribui sinais vindos de câmeras para um ou mais pontos de visualização. Por exemplo, quando colocamos câmeras de segurança em um determinado local para que elas captem a movimentação das pessoas, as imagens gravadas nessas câmeras são enviadas tanto para lugares remotos, para um centro de monitoramento, ou para algum local na própria propriedade, como um computador. Elas ficam registradas caso seja necessário vê-las novamente, e ainda há a possibilidade de serem vistas em tempo real, auxiliando no trabalho de porteiros.

Ainda está com dúvidas sobre qual câmera optar para sua residência? A Ser-Tel pode te ajudar. Para conhecer mais sobre como essas câmeras de segurança podem auxiliar na precaução de seu condomínio, entre em contato conosco!