Veja as maiores causas de incêndios residenciais e comerciais

Uma pesquisa realizada em 2015 pela Geneva Association colocou o Brasil entre os três países onde mais morrem pessoas por incêndios em todo mundo. Apenas o Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro respondeu a mais de 26 mil atendimentos de combate a incêndios no ano de 2016 e estima-se que no Brasil ocorram quase 280 mil incêndios por ano, entre residenciais, comerciais e florestais. O números são assustadores e, uma maneira de diminuí-los é saber quais são as maiores causas de incêndios para, assim, tomar um cuidado maior com prevenção.

Sabendo disso, a Ser-Tel preparou esse artigo com as cinco maiores causas de incêndios residenciais e comerciais, para que você fique atento em seu dia a dia e evite esse tipo de acidente, que pode ser fatal.

5 maiores causas de incêndios

Quais são as maiores causas de incêndios?

 1- Problemas nas instalações elétricas

Segundo a Comissão de Prevenção de Acidentes do Crea-RJ, 90% dos incêndios residenciais e comerciais que ocorrem no estado são causados por problemas elétricos. A maioria deles tem origem na falta de manutenção na rede e envelhecimento da fiação. Principalmente prédios antigos, que não têm a fiação trocada, podem sofrer sobrecarga com a instalação de equipamentos eletrônicos e eletrodomésticos de última geração, como computadores, ar-condicionados e chuveiros elétricos.

Sendo assim, o primeiro passo antes de adquirir um imóvel é realizar uma vistoria em sua parte elétrica, a fim de detectar quaisquer falhas e trocar fios com muitos anos de uso. Também é fundamental não sobrecarregar equipamentos como benjamins e filtros de linha, que são propensos a sofrer curtos.

2- Falhas humanas

Esquecer velas acesas, deixar produtos inflamáveis ao alcance de crianças, acidentes na cozinha, cigarro aceso no lixo… Esses são apenas alguns descuidos do dia a dia que figuram entre as maiores causas de incêndios residenciais e comerciais. De acordo com o Corpo de

Bombeiros, a cozinha é o local da casa mais propenso a acidentes, que vão desde panelas esquecidas no fogo, até excesso de óleo quente em uma panela pequena.

Para evitar esse tipo de acidente, é fundamental estar atento enquanto cozinha. Também é preciso se preocupar em nunca descartar cigarros ou palitos de fósforo acessos. Velas devem ser mantidas em locais seguros, longe de cortinas e materiais inflamáveis. É fundamental também ter total cuidado para que qualquer material que possa vir a ser causador de incêndio fique longe do alcance das crianças.

3- Vazamentos de gás

No ano de 2016, o Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro atendeu a 2090 chamados referentes a incêndios causados por vazamentos de gás, em residências e estabelecimentos comerciais. Grandes incêndios em todo o Brasil são decorrentes de explosões causadas pelo vazamento de gás de cozinha, seja de botijão ou canalizado.

Para evitar essas explosões, o ideal é que:

  • em caso de gás de botijão (GLP), sempre fazer verificação a cada troca, fazer a verificação regular da mangueira e demais equipamentos e manter o botijão o mais longe possível, de preferência do lado de fora da cozinha;
  • em caso de gás canalizado, realizar a verificação periódica na tubulação, mantê-la sempre fechada em caso de a casa ficar vazia e, principalmente, nunca realizar instalações de maneira autônoma, mas sempre feita por um profissional.

4- Combustão de materiais inflamáveis

Essa é uma das maiores causas de incêndios, principalmente, em estabelecimentos comerciais e é decorrente, na maioria das vezes, do mal armazenamento de substâncias inflamáveis. Os resíduos de algodão, feno, carvão, panos e estopas impregnados de óleo vegetal, pólvora e certos produtos químicos estão sujeitos a inflamar-se sem o contato de uma fonte externa de calor. Para reduzir os riscos, é preciso obedecer às normas de estocagem e exercer constantemente a fiscalização e controle.

Os líquidos inflamáveis devem ser mantidos em vasilhames muito bem fechados e longe de qualquer fonte de calor, porque os vapores desprendidos podem se espalhar por uma grande área até atingir uma fonte de ignição, causando explosões e incêndios.

5- Demora na extinção dos pequenos focos

Outra das maiores causas de incêndios é a demora em identificar e extinguir os pequenos focos. Ao menos sinal de fumaça, o ideal é, em casos mais simples, apagar as chamas e, caso envolva gás e rede elétrica, entrar em contato imediatamente com o Corpo de Bombeiros. A água pode não ser a melhor maneira de apagar o foco e, por isso, os profissionais saberão como fazer isso sem colocar ninguém em risco.

Uma maneira de prevenir incêndios e manter sua casa ou estabelecimento comercial seguros é instalando um alarme de incêndio. Como possui acionamento preventivo, o alarme dispara imediatamente ao menor sinal de fumaça, fazendo com que o foco do incêndio seja apagado antes que o fogo se alastre.

Para instalar um sistema de alarme de incêndio em sua casa ou estabelecimento comercial, conte com a Ser-Tel! Estamos há 50 anos no mercado, levando até você o que há de mais eficiente e moderno em segurança eletrônica. Entre em contato conosco e peça já o seu orçamento!

 

Links úteis:
CFTV
PABX