Crianças no foco das câmeras de segurança

As câmeras de segurança estão sendo cada vez mais utilizada nos mais diversos ambientes. Desde os shopping centers, passando pelas ruas das cidades, até as grandes empresas, elas, de fato, estão por toda a parte. Ultimamente, esse uso está em constante expansão e chegou até os ambientes de convívio das crianças.

O sonho de todas as mães já é uma realidade: graças às câmeras de segurança e à tecnologia de acesso remoto, é possível acompanhar cada passo das crianças mesmo de longe. Essas novidades já estão sendo instaladas nas principais áreas comuns de convivência entre as crianças.

Como funcionam as câmeras de segurança em ambientes infantis

Parquinhos, escolas e demais ambientes em que as crianças costumam frequentar estão adotando os sistemas de câmeras de segurança para que os responsáveis possam assistir e cuidar dos pequenos mesmo de longe.

câmeras de segurança

Com isso, foi desenvolvido também o sistema de acesso remoto. Isso faz com que, mesmo de longe, pessoas autorizadas possam acessar as imagens da câmera, através de seus computadores pessoais e celulares. Assim, não só as famílias podem acompanhar as crianças, mas também os próprios vigias e seguranças do local podem estar sempre atentos, independentemente se estão perto ou longe delas ou se estão dentro da central de monitoramento.

Como exemplo, temos um complexo turístico na cidade de Presidente Prudente, no estado de São Paulo, adotou o modelo de acesso remoto, pois o local conta com dois grandes parques e os vigias não dariam conta de todo o espaço. Dessa maneira, os seguranças poderiam acompanhar as imagens tanto enquanto estivessem na central de monitoramento de câmeras, como quando precisassem andar pelo parque.

Casos que envolveram crianças e as câmeras de segurança

Existem diversos casos de escolas, principalmente, que investiram na tecnologia e registraram, após isso, uma grande diminuição das ocorrências de roubos e depredações nas salas. A maior parte delas começou a instalá-las por volta do ano de 2006 e, hoje em dia, muitos alunos que no início eram contra, percebem essa necessidade quando perdem algum objeto, por exemplo.

No ano de 2015, nos Estados Unidos, um homem tentou sequestrar uma criança de 2 anos em um parque público quando seus irmãos viram o que estava acontecendo e correram para ajuda-lo. Uma câmera de segurança, monitorada pelo próprio parque, gravou todo o acontecimento. Com as imagens, os responsáveis puderam reconhecer o suspeito e ir atrás dele. Se não fossem pelos irmãos, as câmeras auxiliariam numa possível busca pelo criminoso.

Apenas a câmera, não basta

Possuir apenas os aparelhos de filmagem não é o suficiente para ter uma segurança, de fato, eficaz. É preciso contar com uma solução planejada de forma especial para cada caso e com uma qualidade de imagens que atenda às suas necessidades. A Ser-Tel está há quase 50 anos no mercado de segurança eletrônica e sabe exatamente a melhor forma de elaborar uma solução para você. Peça seu orçamento.

Links úteis:

cftv;

pabx;

cabeamento estruturado;

automatização de portões rj.