Câmeras de monitoramento: Função HLC e resistência a vandalismo

A ação de criminosos especializa-se a cada dia, fazendo com que o aprimoramento de sistemas de segurança torne-se, ainda mais, necessário. De acordo com o levantamento feito em 2016, pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), roubos em locais públicos aumentaram em 27,9%, comparando-se ao ano anterior. Ou seja, isso nos lembra do quanto é importante que as câmeras de monitoramento estejam presentes em locais públicos e privados.
Partindo desse princípio, desenvolvedores têm buscado formas de potencializar a atuação das câmeras de monitoramento. O objetivo é aperfeiçoar funções antigas e combiná-las com novos recursos.

Para saber mais sobre essa tendência na área de segurança, confira informações que destacamos a respeito de dois valiosos recursos das câmeras de monitoramento: a função HLC e a resistência a vandalismo.

Recursos tecnológicos em câmeras de monitoramento

Função HLC

Câmeras de monitoramento: função hcl

Popularmente conhecida como “compensação de faróis”, a Highlight Compensation (função HLC) favorece a visualização das placas de veículos. Seu uso é direcionado aos locais com alta circulação de automóveis.

Mas, como a função HLC funciona na prática? É simples! Cria-se um película nos pontos com alta concentração de luz, reduzindo a luminosidade excessiva. É importante mencionar que esse recurso vem sendo melhorado. Hoje em dia, encontramos câmeras de monitoramento com função HLC que diminui pontos extremos de luz, possibilitando a identificação nítida e precisa do que está sendo filmado.

Além disso, a função FHC pode ser empregada em ambientes com diferentes níveis de luminosidade. No entanto, o recurso mostra-se mais eficiente em locais com alta concentração de luz (condomínios, empresas, shoppings e supermercados).

Resistência a vandalismo

câmera de monitoramento: resistência a vandalismo

Além de considerarem as funções inteligentes, os desenvolvedores também estão atentos à estrutura externa das câmeras de monitoramento. Por isso, estudos são feitos para desenvolver aparelhos mais resistentes aos choques, que podem ser provocados por criminosos.

A resistência ao vandalismo IK é determinada a partir do grau de impacto que as câmeras de monitoramento conseguem suportar. Ou seja, é avaliado o quanto elas resistem às pancadas de objetos como galhos de árvores, pedras e pedaços de pau.

O que define se a câmera possui resistência a vandalismo é a sua capacidade de suportar choques. O ideal é que o equipamento resista aos impactos externos e suporte um golpe com energia de 20 joules. Para que isso seja possível, a câmera deve ser composta por alumínio fundido e policarbonato bolha.

Câmeras com função HLC e resistência a vandalismo

Câmera de monitoramento: função hcl e resistência a vandalismo

Para trazer melhorias para a área de segurança, fabricantes desenvolvem produtos cada vez mais completos. Atualmente, encontramos lançamentos da Intellbras que comprovam isso: as câmeras de monitoramento VHD 5040 VF G2, com função HLC, e as VHD 3230 D VF, com resistência a vandalismo IK10.

Também existem os modelos mais antigos com tecnologia IP: VIP E4320 Z, VIP E5230, VIP E5120, com IK10, e a VIP E3250 Z, com função HLC. Podemos ver que não é de agora que a Intellbras se dedica aos projetos para CFTV.

Percebeu o quanto esses recursos trazem benefícios para os sistemas de proteção? Ao combinar funções antigas com recursos novos, a ação de criminosos tende a ser fortemente combatida. Para saber mais sobre função HLC, resistência a vandalismo ou outras funções, entre em contato conosco!

Outros links úteis:
PAX;
PABX;
alarme residencial;
cabeamento estruturado.