Sistema de biometria substituirá definitivamente senhas numéricas?

Você sabe o que é um sistema de biometria? Sistema de biometria nada mais é do que a autenticação de um indivíduo a partir de um ou de um conjunto de características fisiológicas próprias, como impressão digital, por exemplo. A biometria já era utilizada desde o século XIX para identificação de pessoas, e vem se tornando cada vez mais comum.

O sistema de biometria é um dos maiores elementos de proteção usados atualmente quando se trata em confiabilidade de dados. A biometria rj evita a ocorrência de fraudes com cartões e senhas, pois a identificação do usuário se torna intransferível. Mas, será que o sistema de biometria irá substituir definitivamente as senhas? Descobriremos juntos neste artigo. Confira!

Sistema de biometria X Senhas

Por que o sistema de biometria é uma forma de segurança mais eficaz que senhas numéricas? Senhas são facilmente comprometidas, uma vez que a maioria dos usuários usa senhas fáceis de adivinhar, como datas comemorativas. Também é comum que os usuários compartilhem a mesma senha entre diversos serviços.

É muito comum sistemas forçarem os usuários a usarem senhas mais difíceis, contendo símbolos, caracteres e números, mas isso só aumenta a probabilidade do usuário esquecer a senha ou até mesmo anotá-la em algum lugar não seguro. E, além de tudo, os cartões podem ser perdidos, roubados e até clonados.

A biometria traz muitas vantagens como método de garantia de segurança. Por lidar com informações mais complexas envolvendo características físicas de cada usuário, a biometria não está sujeita, por exemplo, a ataques para quebra de senha.  

sistema de biometria

Clientes de bancos já estão se adaptando ao uso de biometria, geralmente aliada a senhas numéricas. O sistema de biometria identifica o cliente por leitura das digitais, da palma da mão ou de outras características físicas.

O Senado Federal também se adaptou ao uso do sistema de biometria, que já era utilizado na Câmara dos Deputados. A impressão digital dos senadores passou a substituir a senha numérica para marcar presença em reuniões de comissões e nas sessões em Plenário, assim como para as votações na Casa. A senha dos senadores eram uma sequência de sete números, sendo três dígitos um código público e as outras quatro uma senha pessoal. Agora basta que os senadores digitem o código público e registrem a impressão digital para serem identificados.

Tudo indica que, no futuro, a biometria será muito mais utilizada que senhas numéricas, mas, se a substituição será permanente, ainda não é correto afirmar. O ideal é que as duas se tornem aliadas na segurança das pessoas.

E você, o que acha de dizer adeus de vez para as senhas?

Links úteis:

CFTV;

pabx;

cabeamento estruturado;

alarme de incêndio.